Terça-feira, 28 de Outubro de 2008

Vizinhos

Os vizinhos são as pessoas que, por mero acaso, moram na mesma rua, na casa ao lado separada por um quintal ou até paredes-meias. Os vizinhos são vizinhos, por nada de especial. São vizinhos por coincidência. São estes como podiam ser outros. Na verdade são pessoas estranhas, que na maioria dos casos nada têm a ver umas com as outras. Por isto, na minha perspectiva, este facto, só por si, não é motivo suficiente e capaz de conferir um estatuto especial a estas pessoas.

Mas, há vizinhos e vizinhos. Há vizinhos simpáticos, respeitadores e educados – E são mesmo. Outros pensam que são, querem fazer crer que são, e não são. E outros, não são e assumem que não são. E, obviamente cada grupo comporta-se de forma diferente: - Os primeiros têm um comportamento exemplar e não perturbam ninguém. Os segundos, pelo contrário, têm procedimentos e atitudes, no mínimo, chocantes e bizarras. Os terceiros, têm atitudes idênticas aos segundos, mas não é de admirar. Nestes, últimos, é vulgar a coscuvilhice barata, odiosa com comentários que destilam carradas de inveja:

…..”Oh! aquele lá do fundo já tem um carro novo!!! Rica vida. O dinheiro de alguns dá para tudo!!! Só o meu não dá para nada.” ….”Aqui os do lado, não sei que vida é a deles!!! Ela vai duas vezes por semana ao cabeleireiro, ele anda sempre engravatado, deve ter a mania que é importante!!! Sempre gostava de saber o que fazem!!!” ….”Ali os do meio andam sempre com obras!!! É o arranja e desmancha – Mas quê, o muito dinheiro, faz mal!!!” Etc… etc… etc…

Mas há mais!. Quando não se ficam pelos comentários baratos e tentam imitar-se!. É um assombro. Até faz impressão. É vê-los num frenesim, desenfreado, a fazer compras, trocas, obras e outras coisas mais, que não me lembro. Têm necessidade de dar nas vistas e mostrar que são superiores aos outros.

E não se ficam por aqui!. É de sublinhar o seu comportamento com o animal de estimação, o cão!!!. – Um arranja um caniche o outro, forçosamente, tem de arranjar um cockers ou um lulu, que é mais “finesse”. De manhã, é ver as “madames” passear os cachorros, deixando-os fazer as necessidades em qualquer lado, na maior parte das vezes, à porta dos outros, sem qualquer preocupação de apanhar o respectivo dejecto. – O vizinho que apanhe, se sentir incomodado!!! – Dizem para os seus botões. Não é menos interessante, quando, de noite ou de dia, põem os cachorrinhos à varanda ou à porta de casa, em exposição, a ladrar horas seguidas. Um tolera-se, mas muitos, até dá a impressão que a rua ou bairro é um canil. Mas há ainda os que gostam tanto da cantoria dos caninos, que além do caniche ou cockers arranjam um são bernardo ou semelhante. É preciso, é que seja grande e tenha gorja para fazer de baixo na orquestra.

E, já não vou explorar aqueles que nos dias “sim”, dizem um bom dia todos sorridentes, nos dias “não”, moita carrasco. Nem olham. Como se pode entender este tipo de pessoas.

Este tipo de comportamento e atitudes não são admissíveis entre pessoas que se respeitam. São atitudes incomodativas. Incomodam sobretudo o primeiro grupo de vizinhos, que ficam perplexos. – É isto uma zona de habitação? – Interrogam-se!!!. Daí fazer-me confusão, a prática de alguns actos entre vizinhos do segundo e terceiro grupo: - Dar a chave de casa, para a eventualidade de o homem da EDP contar a luz; convites frequentes para beber café ou tomar um whisky; petiscadas nas tardes do fim de semana – são exemplos. Se não se respeitam!!!. Porquê isto? Sinceramente é um fenómeno que não compreendo. Não somos bichos. Somos pessoas e como tal temos aptidões para nos relacionarmos uns com os outros. De uma relação ténue, que se aconselha no inicio, pode nascer, desenvolver-se e fortalecer-se uma grande amizade. Quando isto acontece, não é por serem vizinhos, tornaram-se amigos. Penso que isto só é possível entre as pessoas do primeiro grupo. E aqui sim, a amizade já é motivo suficiente para a concessão de estatuto especial a um vizinho.

 

Jcm-pq

publicado por jcm-pq às 18:15
link do post | comentar | favorito
|
14 comentários:
De TiBéu ( Isa) a 30 de Outubro de 2008 às 23:12
580.gif
beijinho


De jcm-pq a 2 de Novembro de 2008 às 11:58
Olá Tibéu!

Gostei da figura!. A animação é simpática!. Mas, confesso que não percebi a mensagem!.
Beijinhos

Jcm-pq


De TiBéu ( Isa) a 2 de Novembro de 2008 às 22:20
João
>Eu quis dizer gosto tanto de você é uma forma de dizer obrigada amigo por comentares e visitares o meu blog, . É um expressão minha.
Espero que não tenha levado a mal. Bj


De jcm-pq a 3 de Novembro de 2008 às 19:13

Olá Tibéu!

Claro que não levei a mal! Tenho um carinho especial por quem me visita! A figura é giríssima e a animação simpática, como disse. E gostei!. Só não percebi, efectivamente, a mensagem!
Beijinhos

Jcm-pq

Nota: O meu nome é José e não João.


De cuidandodemim a 3 de Novembro de 2008 às 14:53
Tenho a sorte de a maioria dos meus vizinhos serem boas pessoas e com quem me dou bem.
Mas sei que infelizmente há muita inveja e maldade neste mundo, o que é triste porque as pessoas só ficam a perder com isso...
Não seria tão bom que se deixassem as quezílias e as disputas de lado e se pudesse conviver uns com os outros em paz, harmonia e respeito?
Bjns!


De jcm-pq a 3 de Novembro de 2008 às 19:16
Olá Cuidandodemim!

Era bom que fosse assim, mas não é. Ainda bem que você não se queixa!
Beijinhos

Jcm-pq


De M.Luísa Adães a 4 de Novembro de 2008 às 12:28
jcm-pq

Aproveito para comentar os vizinhos; passei horrores com vizinhos que nada tinham de humano!
Muitos anos! Neste momento, há cerca de 16 anos,
encontrei vizinhos muito bons! foi uma benesse, numa vida de agitação, com vizinhos incontroláveis.
Tive de mudar de casa por duas vezes, em Almada, até que acertei... mas só há 16 anos!

Durante o tempo que vivi em Lisboa (muitos anos - uma vida) não tive os problemas que encontrei nos arredores de Almada - Só encontrei sossego, nesta casa e fora dos suburbios. Neste momento vivo em Almada e tive a dita, de encontrar bons vizinhos.

Mas é um problema tenebroso fruto da triste educação de um povo que parou na"Época dos Descobrimentos" e ficou a viver disso e nada mais aprendeu!
Isto é experiência minha ... Desejo para todos bons
vizinhos! Porque um mau vizinho é uma espécie de
"Inferno".

Bom o seu texto!Muito bom!

maria luísa

p.s. aproveito para lhe falar na m/ cadelinha coker.
passei para o 1º. texto do google a ´história da Megguie, para ser mais fácil de encontrar. Como amigo dos animais peço-lhe para ir ao endº. abaixo:

http://os7degraus.blogspot.com

Fale aos seus amigos que gostam dos animais e comente, por favor, o que conto dela. É tudo verdade! A minha e a da Megguie!

beijos,

Maria Luísa


De jcm-pq a 13 de Novembro de 2008 às 12:25
Olá Luisa!

Ainda bem que encontrou bons vizinhos!. É de facto um inferno quando isso não acontece. Basta um para estragar um bom ambiente! Mas é assim! Tal como diz, pararam no tempo! Podem ter muito dinheiro, mas são tacanhos e medíocres a nível de educação!

Beijinhos

Jcm-pq


De M.Luísa Adães a 13 de Novembro de 2008 às 14:06
E sabe, meu amigo, infelizmente não há nada a fazer; as Leis (se existem) não se cumprem e vivemos com os vizinhos, bons ou maus que se nos deparam e temos a sorte ou falta de sorte, no que
encontramos.

Compreendo o seu texto, bem analisado e eu própria, sofri anos seguidos, com maus vizinhos. E foi terrível!

obrigada por responder,

maria luísa


De M.Luísa Adães a 9 de Novembro de 2008 às 11:08
jcm-pq

depois de comentar "vizinhos", não sei se leu ...
tenho a minha cadelinha Meggie ao Sapo:

http://prosa-poetica.blogs.sapo.pt

Ela fez 16 anos; esperamos por si!

beijos,

Maria Luísa


De roberto a 28 de Julho de 2009 às 23:33
boa noite veio por este meio em DESESPERO!!! durante mais de 2 décadas que vivi numa vizinhança que se pode dizer "normal" mas agora depois de fazer umas alteração na casa eu tenho levado com os vizinhos dos lados e trás só por ( e isto é muito feio de dizer mas não deixa de ser verdade) INVEJA! e venho por este meio perguntar se existe alguma entidade tirando policia e câmaras municipais para que possa resolver esta situação a bem....!! por favor respondam-me mas com uma resposta lógica concisa e dentro da lei!!


De sergio neves a 5 de Fevereiro de 2010 às 02:04
acabei de ter mais uma vez problemas com o meu vizinho...estou a pouco tempo num predio novo, e chamo uns amigos para conversar a noite um pouco, e qual é o expanto, o vizinho diz que nos fazemos muito barulho e que não podemos estar assim...isto era tudo perfeito se ele fosse uma pessoa normal e se falasse connosco...o que nao acontece, pois começa aos murros e pontapes a minha porta, mostrando.se sob efeito de drogas...isto sem falar, de que estando nos na sala e a falar como se numa igreija estivessemos...

é no fundo uma tristeza em primeiro o construtor do predio que isolaçao nao devia ser o forte dele...depois é o facto do vizinho nao perceber que nao fazemos barulho como ele fala, apenas conversamos e de estar sob efeito de drogas o que leva a pensar que não moro num predio normal, nem com vizinhos normais....

ate já...


De Anónimo a 4 de Novembro de 2011 às 22:20
tambem eu tenho problemas com os meus vizinhos. o marido está desempregado e a receber do estado ta claro e têm muita inveja proque percebem que não passamos necessidades. A casa onde vivo é minha á quase 30 e os meus vizinhos mudaram-se para ali á 2 anos desde então não tenho sossego: são mal educados, estão sempre a provocar e até ja houve vandalismo contra a minha casa. Já fui á policia apresentar queixa e estes nada fizeram( para irmos atribunal tenho de pagar uma coima de 102 euros e ainda arranjar um advogado e no final de contas não dá em nada). E pago eu os meus impostos para isto... A unica solução sou eu, que estou numa propiedade que me pertence, mudar-me... ainda bem que temos justiça em PORTUGAL senão não sei o que seria das pessoas honestas........


De Marlene Koch a 18 de Julho de 2017 às 18:35
Também fui sorteada com vizinhos. Meus vizinhos são do segundo e do terceiro grupo e posso afirmar que sou do primeiro embora sei que preciso manter toda distância possível, eles são um perigo, o mundo gira em torno deles. Pedem favor, não agradecem ou do terceiro grupo não pede nada mas são do mal e não podem ver ninguém feliz. Se a maioria tem vizinhos do mal então, a maioria dos humanos são maus. Que pena, que apressem o fim do mundo.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Não há fumo sem fogo!

. A agonia Cipriota

. Os erros e as consequênci...

. Termas de Monfortinho/Mon...

. Agora ao trabalho

. Novo Governo em Funções

. O Novo Governo

. Os Animais Também Amam

. Preocupação

. Campamha Eleitoral - Frus...

.arquivos

. Outubro 2014

. Abril 2013

. Março 2013

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Julho 2009

. Junho 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds