Quinta-feira, 8 de Maio de 2008

Solidão

A SOLIDÃO

 

Hoje em dia o tema da solidão é bastante falado e discutido nos órgãos de comunicação social. Referem-se, essencialmente, á solidão a que muitos idosos estão sujeitos por não terem família ou esta estar ausente, por dificuldades económicas, por terem sido abandonados ou outros motivos desconhecidos.

Visto assim, até parece que os únicos motivos da solidão são a inexistência de convívio, vivência ou habitabilidade com outras pessoas, e que é um problema exclusivo de velhos e pobres.

A meu ver, o tema “solidão” é bem mais vasto. É um problema social, bastante complexo , e está longe de se esgotar aqui.

No dia a dia a viver em sociedade, deparamos com um sem fim de limitações e privações, de natureza diferente: Na partilha de ideias, no acesso ao que gostamos, no desfruto de uma vida condigna, no emprego, no ensino, etc… Todas estas privações nos são impostas directa ou indirectamente por motivos políticos, económicos ou religiosos, em suma, pela organização da sociedade.

Quando sujeitos a estas ou outras privações, sentimo-nos descriminados, sós e infelizes. Sem darmos por isso, sentimos a solidão. De forma diferente, é certo, mas é solidão.

Vistas as coisas deste modo, todo o ser humano, sem excepção, a sente. Não há ninguém no mundo, que diga estar completamente satisfeito. Toda a gente tem alguma necessidade, aspiração ou desejo por concretizar.

Cada estado de solidão provoca efeitos mais ou menos profundos, consoante o grau de importância que o próprio lhe atribui. A falta de companhia, a divergência de ideias, o confronto de maneiras de ser, o confronte de gerações etc..., não são vistos nem sentidos por todos da mesma forma.

Não estarei muito longe da verdade, se afirmar que a solidão vista assim, é a causa da felicidade e infelicidade do ser humano, é a causa dos disparates, distúrbios, roubos e violências praticados no mundo.

Sendo assim, o problema é de todos e não exclusivo de alguns. Todos temos a nossa quota parte de responsabilidade.

Seria utópico pensar num mundo perfeito. Mas pensar num mundo melhor, é viável. Para isso, não chegam as políticas ou lutas colectivas. É importante e primordial a luta e empenhamento individual. Cada um por si, pode, por um lado amenizar os estados depressivos ou de solidão, por via da meditação ou auto crítica, imaginando coisas belas e pensando positivo, por outro lado, dinamizando contactos com outros, mostrando as suas fraquezas e fortalezas no sentido de ajudar e ser ajudado.

Com estes procedimentos combateriamos a solidão, idependentemente a sua natureza, e contribuiríamos para a construção de um mundo melhor.

 

    Jcm-pq

publicado por jcm-pq às 08:56
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De luadoceu a 8 de Maio de 2008 às 17:55
ola,obrigada por apareceres no meu cantinho
vou te adicionar como futuro conhecimento de amizade

esse tema é muito complicado e cruel

eu sou jovem e ja senti muita solidão e e horrivel

senti solidao no meio de muita gente e senti solidao por circunsctancias da vida....

e nao tinha com que me agarrar a nao ser a companhia do virtual...que me ajudou bastante e mesmo assim houve quem me quiz privar por naoa cietar e compreender...e ja adulta..........

nao desejos solidao a ninguem...porque traz sentires muito negativos dentro de nos,ate chegar a uma possivel depressão se for assim o caso,ou então nos virmos abaixo muitas vezes ou os humores estarem a ser constantemente alterados por alguma isntabilidade emocional

faz muita falta a convivencia e calor humano,mas sem aproveitamento emocinla da fragilidade de quem a sente,as vezes e mal aproveitada e interpretada e isso machuca.....

nao gosto de solidao...mas as vezes faz bems enti sozinha quando estamos com companhia que nao nos merece

fica bem


De jcm-pq a 9 de Maio de 2008 às 08:40
Olá Luadoceu!

Obrigado por me teres juntado ao teu grupo de amigos!. Tendo em conta o seres ainda jovem, sensibilizou-me a tua experiência "sentida" no universo "solidão". Sejam qual tenha sido as razões, parece que a vida já foi bastante dura contigo!. Já não sou muito jovem e também a senti e sinto na forma como a descrevi no texto!. Por isso o escrevi . Tenho outro texto sobre o tema que em breve publicarei. Pode ser que te ajude a encarar e enfrentar o tema de outra forma!.. Está atenta!...


De luadoceu a 9 de Maio de 2008 às 21:57
obrigada eu por tu me teres escolhido tb nas tuas amizades

eu passei uma ma fase,para minha familia acham que nao,o que eu suponho que seja mentira,mas eu para mim,na minha perspectiva sou uma sobrevivente,ha quem saiba viver,mas eu sou sobrevivente

mas ja sofri solidao, muito principalmente por forças das circunstancias, mas tb te digo, detesto e abomino estar num grupo de colegas ou conhecidos que nao me sinta bem, me sinta desclocada, detesto...
logo a partida prefiro estar so....prefiro um grupo restrito de pessoas com que me sinta a vontade para ser eu do que ter de ser hipocrita ou simplesmente anular me em prol de coisas pensantes estupidas e erradas...........

custou me muito,mas muito a solidao,mas procurei sair dela,atraves de emprego e foi dai que hoje devo estar livre dela.......porque conheci muita gente que me ensinou a libertar me...e a construir me......mudar me para muito melhor....

nao desejo a ninguem a solidao...........a ninguem.....


De N a 25 de Fevereiro de 2012 às 19:07
Eu sinto-me tão só. Estudei e Namorei. Depois apostei tudo nessa relação e no trabalho. Fui abandonado e desempregado. Tenho 34 anos, vivo em lx, descobri que não tenho amigos, ninguém, só companhias passadas com quem estou esporadicamente. Doí na alma sair sozinho e andar por ai a deambular perdido. Todos os dias são um martírio, mas o fim de semana é fatal. Já não saio, para quê. As pessoas são muito individuais e egoístas nos dias de hoje. Cada vez me isolo mais. E sair desta depressão está difícil. Gostava de ter amigos verdadeiros, gostava de conhecer alguém especial, tenho saudades do que tive e não sei se alguma vez mais terei. Hoje como ontem estou triste e por vezes já não quero o amanhã. Não há esperança, não há sonho, não há vida.


De alda oliveira a 3 de Dezembro de 2013 às 00:45
tenho 39 anos perdi minha mãe aos 7 anos e meu pai aos 8 anos tudo de maneira muito trágica e triste, mais isso so foi o começo de um milhão de coisas tristes e ruim, fui abusada quando criança morei nas ruas , e fui passando por tanta coisa ruim que quando apareceu uma coisa boa não tive como reconhecer, já tentei me matar umas duas vezes mais ate nisso sou incompetente , hoje tenho muitos amigos e amigas ,mais e so amizade de bar pois nunca falo de minhas tristeza, ou dor . moro com uma pessoa que diz ser meu marido. mais ficamos dias e dias e tudo que um diz pro outro e bom dia! já vou e boa noite vou dormir , sexo não me lembro quando foi a ultima vez talvez ums cinco mês ou mais, mais isso não mi importa ,pois a solidão que sinto nem um homem ou sexo vai tirar de dentro de mim pois essa solidão vem da alma e a muitos anos que sinto, eu sou totalmente só nessa vida!! e a bendita da solidão não me deixa. as vezes as pessoas diz que sou alegre e comunicativa, mais isso e so uma personagem que criei pra poder continuar a vivendo mais sinto que a solidão esta me vencendo, o Elvis Presley tinha 3 sonhos era ser rico, famoso, e feliz duas semanas antes de sua morte, ele deu uma entrevista onde ele dizia que não era feliz e que a solidão era seu inferno , eu so queria ser feliz e sei que contudo que passei nunca serei.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Não há fumo sem fogo!

. A agonia Cipriota

. Os erros e as consequênci...

. Termas de Monfortinho/Mon...

. Agora ao trabalho

. Novo Governo em Funções

. O Novo Governo

. Os Animais Também Amam

. Preocupação

. Campamha Eleitoral - Frus...

.arquivos

. Outubro 2014

. Abril 2013

. Março 2013

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Julho 2009

. Junho 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds